Logo ParquetSP
Conheça algumas madeiras pouco faladas
 | 

Que tal hoje conhecermos um pouco mais sobe alguns tipos de madeira utilizados para fabricação de pisos?

Jatobá – a madeira de jatobá tem uma alta densidade e superfície pouco lustrosa. Sua coloração varia ente castanho-amarelado e castanho-avermelhado. É considerada resistente ao ataque de fungos e também da podridão, porém, pode ser sensível para os perfuradores marinhos. Considerada durável, a madeira de jatobá pode ser trabalhada com dificuldade moderada, ela aceita aplainamento, pode ser colada, pregada ou parafusada, tem um bom acabamento e pode ser pintada ou receber verniz e lustre. Além de ser usada para pisos de madeira como tacos e assoalhos, ela também é empregada na construção civil, para fabricação de portas e janelas, painéis, batentes, forros, rodapés, dormentes ferroviários, implementos agrícolas e na fabricação de móveis finos de alta qualidade.

Perobinha Mica – é uma madeira das florestas nativas do Brasil e ocorre em toda bacia do rio Paraná chegando a atingir também o Paraguai e a Argentina. É uma madeira de ótima qualidade e excelente resistência, que tem uma trabalhabilidade considerada média e um bom acabamento superficial, que permite também o uso de pregos para sua fixação. Sua coloração varia em tons de marrom e é utilizada para a fabricação de caibros, vigas, venezianas; é madeira para pisos de madeira e rodapés.

Peroba Rosa – a peroba rosa é uma madeira de textura fina e sem brilho, que apresenta densidade média e é moderadamente dura para corte. Sua coloração é rósea quando recém-cortada, e com o tempo ela adota a cor amarelo-rosado que pode ser uniforme ou então apresentar veios de cor mais escura. Apresenta boa resistência a cupins e baixa resistência a fungos quando não tratada, e por isso precisa de atenção para ter maior durabilidade. É moderadamente fácil de ser trabalhada e tem bom acabamento, sendo também fácil de colar. É empregada na construção civil, para dormentes ferroviários, em janelas e portas, para pisos de madeira, móveis rústicos e escolares e pode ser matéria prima de peças curvas.

Canela – madeira nativa das florestas brasileiras utilizada para fabricação de pisos entre outras aplicabilidades. A canela é uma madeira que pode ser moderadamente pesada e que resiste bem ao esforço mecânico. Também é bastante resistente ao ataque de fungos e ao apodrecimento, mas não dispensa tratamento assim como as demais espécies, o que aumenta sua durabilidade. Sua textura é média e a superfície é lisa, com um brilho levemente acetinado.

Conheça algumas madeiras pouco faladas - ParquetSP

Imbuia - a coloração da madeira de imbuia varia entre o pardo-claro-amarelado e o pardo-acastanhado, que geralmente apresenta alguns veios de coloração mais escura. Tem um cheiro agradável e sua densidade é considerada média. Com textura também média, ela se mostra dura ao corte e sua superfície pode ser lustrosa irregularmente. Resiste bem ao ataque de xilófagos e dificilmente é atacada por cupins. Uma madeira fácil de ser trabalhada, que tem bom acabamento, aceita muito bem a cola e verniz, e pode ser pregada. Sua vida útil é boa mesmo sem tratamento. É empregada na construção civil, para portas e venezianas, forros, pisos de madeira, lambris, em móveis de alta qualidade finos e decorativos, para coronhas de armas, em instrumentos musicais e para peças de decoração.

Teca – a madeira teca é muito utilizada em diversos setores e também para pisos, não é nativa das terras brasileiras, porém, se adaptou ao clima tropical e hoje o Brasil conta com campos de plantio dessa espécie, sendo que a mesma se tornou uma madeira sustentável por não agredir as florestas. Essa madeira apresenta coloração castanho-amarelada que pode ir ao castanho–escuro com listras ainda mais escuras. Tem textura grossa e sua densidade é média, apresenta ótima resistência ao ataque de insetos e fungos, também e muito resistente às intempéries. Tem uma boa trabalhabilidade e permite diversas ações, como aplainamento, furação, colagem e lixamento. É uma madeira muito utilizada em navios porque possui oleosidade natural que favorece a sua impermeabilidade. Também é empregada na construção civil, para mobiliário e para decoração.

Agora você já conhece mais alguns tipos de madeiras muito utilizadas para fabricação de pisos de madeira fortes e resistentes!

Gustavo Werz | ParquetSP
Sobre o autor
Gustavo Wertz
Formado em Direito com especialização em Direito do Consumidor.
30 anos de experiência no ramo de Piso de Madeira.
Diversos cursos no exterior em empresas como Stauf, LOBA e Amorim Cork Composites.
Logo ParquetSP
Av. Indianópolis, 2155

Moema – São Paulo | SP, 04063-004
(11) 5053-8333
(11) 5053-8333
QR Code | ParquetSP

Desenvolvido em WordPress por Surya Marketing Digital | Todos os Direitos Reservados 2021 – ParquetSP® Piso de Madeira e Assoalho.

Fale direto no Whatsapp
magnifiercross